Tudo o que você precisa saber sobre Gamificação de Vendas

Se você conferiu o nosso Blog Post sobre o Gamescope do Zoho CRM, você já sabe que a gamificação é uma técnica poderosa para aumentar o engajamento e impulsionar as suas vendas. Mas que tal entender um pouco mais sobre como implementar essa estratégia na sua empresa?

Alguns dos maiores benefícios que a gamificação de vendas proporciona para a sua empresa, além do engajamento e da motivação da equipe, são a superação de resultados, a auto competição e o aumento das vendas.

Fizemos uma entrevista exclusiva com dois grandes profissionais que promovem o engajamento de equipes diariamente: Jonathan Melo (Diretor de Marketing da Zoho Brasil – empresa global especializada em softwares empresariais e motivada a democratizar o acesso à tecnologia para grandes e pequenas empresas) e Felipe dos Santos (fundador e CEO da Play2Sell – a primeira plataforma de gamificação em vendas no Brasil – conhecida por oferecer uma opção inovadora de treinamento para equipes de vendas).

 

Quer saber mais sobre gamificação de vendas? Confira abaixo as principais perguntas e respostas que podem ajudar a impulsionar o seu negócio:

 

1- De forma resumida, o que é gamificação e porque essa é uma técnica poderosa para engajar colaboradores?

Jonathan Melo: A gamificação é, antes de tudo, uma forma de estimular a criatividade das pessoas e dos times envolvidos nela. Além de proporcionar melhores resultados de negócio, a gamificação é um recurso de inovação poderoso: através desta estratégia, os profissionais podem descobrir e desenvolver novos métodos, técnicas e até mesmo processos de trabalho. Este tipo de inovação é um valor inestimável para a inteligência competitiva das organizações. Engajar os colaboradores é a consequência de permiti-los dar o melhor de si mesmos e estimular o seu potencial – pois, em geral, as pessoas desejam ser o melhor que podem.

 

2 – Por que a gamificação tem sido um recurso cada vez mais adotado no segmento dentro das operações comerciais?

Felipe dos Santos: Sabemos que a gamificação é a utilização de estratégias de jogos em situações que não são brincadeira. E não é novidade a utilização de elementos como ranking, medalhas e prêmios para incentivar os times de vendas a atingir seus objetivos. O que temos agora, com o avanço das pesquisas e da tecnologia, é uma potencialização ainda maior dos resultados, utilizando não a gamificação apenas como estímulo, mas sim gamificando toda a experiência do vendedor. Desde o processo de recrutamento e seleção, onde quem mais pontua é selecionado, passando pelo treinamento e mensurando as atividades no mundo real.

 

3 – Através da sua experiência com Marketing, como você acredita que a gamificação pode ajudar a aumentar as vendas?

Jonathan Melo: Não somente pode, mas deve. A gamificação existe muito antes da popularização deste conceito. Muitos gestores de gerações mais antigas possuíam o hábito de criar mecanismos lúdicos para promover a proatividade e essa é a essência da gamificação nos negócios. A diferença é que agora temos dados, tecnologias e recursos mais aprimorados para extrair maiores resultados em vendas.

 

2 – Quais as dicas que você daria para uma empresa que nunca teve nenhuma iniciativa de gamificação e está interessada em testar esse recurso estratégico?

Felipe dos Santos: Qualquer empresa pode iniciar uma iniciativa gamificada. É possível testar algumas abordagens e perceber seus impactos, de acordo com os objetivos da companhia. Se você deseja aumentar a taxa de conversão em vendas, um caminho é aumentar a qualificação dos vendedores. No entanto, dificilmente sua equipe vai ler longos textos ou assistir horas em vídeos de treinamento. Uma forma gamificada é fazendo eventos com quizzes de dúvidas frequentes, ou tratativas de objeções, premiando os melhores colocados no ranking.

 

3 – Existem segmentos nos quais a gamificação seja mais ou menos recomendada?

Felipe dos Santos: Todos os segmentos de vendas podem ser gamificados. As vendas consultivas ou de produtos ou serviços complexos podem ser as áreas com maior retorno sobre o investimento, assim como setores que possuem um elevado turnover de colaboradores também. Isto porque você consegue um grande retorno sobre o investimento (ROI) substituindo processos tradicionais pelos gamificados.

 

4 – Na sua opinião, qual é o maior desafio da hora de gamificar uma operação ou de implementar essas soluções junto aos colaboradores de um negócio?

Felipe dos Santos: Se engana quem acredita que basta apenas colocar medalhas, pontos e ranking. Existe muita coisa por trás de uma implantação de estratégia gamificada de sucesso. É importante ser dito primeiramente que a gamificação não resolve problemas estruturais, de liderança, ou se a empresa possui condições precárias de trabalho. Segundo, ao contratar uma empresa é necessário que esta possua um conhecimento profundo sobre o seu ramo de negócio. Aconselhamos que busque empresas que possuam cases de sucesso em seu segmento e peça referências.

 

5- A Zoho já possui alguma ferramenta de gamificação disponível para empresas?

Jonathan Melo: Sim. Nosso CRM, disponível há mais de 15 anos no mercado, possui um recurso chamado Gamescope – que permite a criação de jogos baseados em tarefas. O grande diferencial desta funcionalidade é que o profissional tem autonomia para iniciar os seus jogos, criar desafios entre indivíduos e até mesmo entre equipes, fazendo com que haja de fato uma cultura de gamificação – diferente de projetos top down que em muitos casos não geram o engajamento necessário.

 

6- Quais são as principais funcionalidades do Gamescope que destacam a ferramenta no mercado?

Jonathan Melo: O Gamescope permite a criação de metas, a atribuição de títulos, premiações e reconhecimentos que são organizados através de painéis com rankings e pontuações. Focando sempre nas atividades mais importantes para o aumento das vendas, tais como: interação com com leads, conversão em vendas e identificação de oportunidades de negócios. E como já falei anteriormente, o Gamescope não precisa que o setor de Pessoas ou que os gestores criem um game que necessita de gerenciamento, a ferramenta é auto-gerenciável – pois utiliza os dados do próprio CRM, o que permite que os jogadores criem suas próprias competições.

 

7- Em geral, como o Zoho CRM pode ajudar as empresas?

Jonathan Melo: O Zoho CRM é o mais completo dos CRMs disponíveis do mercado. A sua facilidade de uso e personalização são dois fatores importantes que o fazem ser o CRM favorito no mundo inteiro. Com o Zoho CRM é muito mais simples testar um novo processo, mensurar a performance de uma operação e até mesmo disponibilizar dados para análises. Em resumo, o Zoho CRM é adaptável à realidade de negócio de qualquer companhia – e o Gamescope é mais um entre os inúmeros recursos que o nosso software disponibiliza para aumentar os resultados dos nossos usuários.

 

E aí, você acha que a gamificação de vendas pode ajudar a sua empresa?

 

Conheça os recursos do Gamescope do Zoho CRM e saiba como eles podem ajudar a ressignificar a sua maneira de trabalhar, aumentar as suas vendas e o engajamento da sua equipe!

Descubra agora!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao enviar este formulário, você concorda com o processamento de dados pessoais de acordo com a nossa Política de privacidade.

Publicações relacionadas