Trabalho remoto: A modalidade que chegou para ficar!

Trabalho remoto: A modalidade que chegou para ficar! - zoho

De repente, a pandemia global de coronavírus pegou todos de surpresa e rapidamente mudou nosso dia a dia, inclusive no trabalho. Em empresas que podem trabalhar remotamente, adotar esse modelo se tornou a solução para manter negócios e empregos. Mas já há indícios em pesquisas de empregadores e funcionários de que o trabalho remoto não é apenas uma solução temporária: veio para ficar.

Adapte-se sem complicações

Os escritórios domésticos são uma novidade na maioria das empresas. E, para quem está trabalhando em casa pela primeira vez, algumas dicas são valiosas para ajudar a se manter organizado e produtivo, além de aliviar o estresse físico e mental causado pelo isolamento social e pela permanência em ambientes fechados por longos períodos de tempo. Resumindo: para se dar bem com o trabalho remoto, você precisa mais do que um bom computador e internet de alta velocidade.

Diferença entre trabalho remoto e home-office

Antes de falar da técnica em si, é importante comentar essa diferença em termos que muitas pessoas não conhecem. Se você olhar superficialmente, você pode pensar que os dois significam a mesma coisa, mas não é.

O trabalho remoto representa um modo de trabalho feito remotamente. Ou seja, quando o trabalho é feito fora das instalações da empresa. Os colaboradores podem estar em outra cidade, em casa, em um espaço de coworking ou viajando pelo mundo.

Agora, quando se trata de home office, os colaboradores devem estar em casa. Neste caso pode ser esporádico ou contínuo. Portanto, todo home office está trabalhando remotamente, mas o inverso não é necessariamente verdadeiro.

Isso significa que, se uma empresa permite que um funcionário trabalhe em casa, ele não pode simplesmente viajar. A expectativa era que ele estivesse em casa, ou pelo menos nas proximidades. Isso significa que se houver uma emergência, ele pode vir ao escritório.

No trabalho remoto, não há obrigação ou expectativa de que os funcionários tenham que estar no escritório. Caso haja tal demanda, ela deve ser comunicada com bastante antecedência, o que não acontecerá no modelo home office.

Mantenha a rotina organizada, coluna ereta e mente focada

Estar no conforto da sua casa não significa ficar sem compromissos e horários. Para não se perder na agenda, ou mesmo ter um sono regular e de qualidade, o ideal é que você crie uma rotina: hora de acordar, hora de comer e hora de descansar e não tirar os olhos do computador.

Tenha uma agenda organizada com tarefas que você precisa entregar, gerencie seu tempo para fazer tudo. Se você acha que tem um desempenho melhor pela manhã, tente concluir as tarefas que mais exigem de você durante esse período e, se o contrário for verdadeiro, reserve as tarefas mais importantes ou mais demoradas para a tarde.

O sofá é uma tentação. Macio, bonito e confortável. No entanto, deve evitar este local de trabalho e procurar uma secretária com braços e uma cadeira confortável. Esses tratamentos são essenciais para evitar dores na coluna, pescoço, ombros e pernas, que podem sofrer por horas e dias com o posicionamento incorreto. Lembre-se que o seu cantinho de trabalho remoto também deve ter uma boa iluminação, natural ou artificial, para que não prejudique sua visão.

Por fim, como você mantém o foco em um ambiente com TV e, às vezes, animais de estimação buscando atenção ou morando com você? Faça pausas regulares para se concentrar nos animais de estimação e nas tarefas domésticas e concentre-se em outros momentos.

Tente trabalhar em um lugar tranquilo para ajudá-lo a se concentrar. Converse com sua família e deixe-os entender que você tem trabalho a fazer e não pode se dedicar a outras tarefas a qualquer hora do dia.

Prós e contras do trabalho remoto

O que você tem a ver com o trabalho remoto? Você gosta? Não gosta? A verdade é que, como tudo na vida, tem um lado bom e um lado ruim. É bom refletir sobre isso, porque veio para ficar. Aprenda alguns dos prós e contras de trabalhar dessa maneira e veja se você perdeu algum ponto.

Benefícios do trabalho remoto

Autonomia: Você pode organizar sua agenda da forma que quiser, priorizando os momentos em que se sente mais produtivo.

Liberdade: Apesar das taxas mais altas, o trabalho remoto tende a ter pouco controle. Isso significa que você pode trabalhar do jeito que quiser, desde que acabe entregando resultados.

Economia: Ser capaz de decidir onde trabalhar lhe dá mais controle sobre seus custos de alimentação e transporte.

Conforto: Sem código de vestimenta e sem regras de convivência. Esforce-se para fazer você se sentir mais confortável e produtivo.

Contras do trabalho remoto

Distrações: Animais de estimação, TV, outras pessoas na casa, convidados indesejados, barulhos da rua: O trabalho remoto distrai mais do que o escritório.

Isolamento: Sem fazer um esforço para interagir com a equipe, é fácil ficar isolado, o que pode levar à frustração ao longo do tempo.

Restrições de tempo: Como não há hora ou local certo para você “sair”, fica mais difícil determinar o fim da jornada de trabalho quando o trabalho termina. Horas estendidas são comuns no trabalho remoto.

Trabalho remoto não é só o presente, é o futuro

Quer você prefira ou não opte pelo trabalho remoto, alguns estudos apontam uma tendência de consolidação desse tipo de trabalho em muitas empresas. É muito cedo para determinar o novo normal para cada ocupação.

No entanto, é melhor estar preparado para ter uma estação de trabalho em casa, o mais confortável possível. Dependendo da sua área de atuação, uma cadeira de escritório ergonômica e uma boa cafeteira podem ser investimentos necessários no futuro.

E claro, ter uma ferramenta que ajude nos processos é ideal. Acesse a plataforma Zoho Workplace e tenha acesso à melhor ferramenta de escritório remoto do mercado!

Publicações relacionadas